CREMESP 28777. Professor Titular de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP). Médico sanitarista. Mestre em Medicina Preventiva. Doutor em Saúde Pública. Livre-Docente em Epidemiologia. Pesquisador visitante (Visiting Fellow) da Unidade de Epidemiologia de Câncer Ambiental da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer da Organização Mundial da Saúde (IARC/WHO), Lyon, França (1995/1996).

Desenvolve duas linhas de pesquisa: Epidemiologia do Câncer e Epidemiologia dos Agravos à Saúde Relacionados ao Trabalho. Publicou mais de 50 trabalhos científicos. Coordenador no Centro de São Paulo do Projeto Multicêntrico Latino-americano de Fatores de Risco para Câncer de Cabeça e Pescoço, com coordenação geral da IARC/WHO. Coordenador do Grupo de Epidemiologia Clínica do Projeto Genoma Clínico do Câncer, iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e do Instituto Ludwig de Pesquisa em Câncer (Estados Unidos).

Editor Seccional (Investigação Clínica) do Brazilian Journal of Medical and Biological Research. Editor Associado do São Paulo Medical Journal. Membro dos Conselhos Editoriais das seguintes publicações científicas: Cadernos de Saúde Pública, Revista da Associação Médica Brasileira, Revista Brasileira de Epidemiologia, Revista Brasileira de Medicina do Trabalho. Revisor ad hoc de artigos científicos para revistas nacionais e internacionais. Membro do Comitê de Saúde da FAPESP. Assessor para avaliação de projetos na FAPESP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Prestou assessorias ao Ministério da Saúde e à Organização Pan Americana de Saúde.

Publicações

  1. Wünsch Filho V, Zago MA (2005). Modern cancer epidemiological research: genetic polymorphisms and environment. Revista de Saúde Pública, Brasil, 39:490-7.
  2. Ribeiro FSN, Wünsch Filho V (2004). Avaliação retrospectiva da exposição ocupacional a cancerígenos: abordagem epidemiológica e aplicação em vigilância em saúde. Cadernos de Saúde Pública, Brasil, 20:881-90.
  3. Wünsch Filho V, Koifman S (2003). Tumores malignos relacionados com o trabalho. In: Mendes R (editor) Patologia do Trabalho, 2ª edição ampliada e revisada. São Paulo, Atheneu, 989-1004.
  4. Wünsch Filho V, Boffetta P, Colin D, Moncau JEC (2002). Familial cancer aggregation and the risk of lung cancer. São Paulo Medical Journal, Brasil, 120:38-44.
  5. Marchioni DM, Fisberg RM, Latorre, MR, Wünsch Filho V (2002). Diet and cancer of oral cavity and pharynx: a case-control study in São Paulo. IARC Scientific Publications, França, 156: 559-61.
  6. Wünsch Filho V, Moncau JEC (2002). Mortalidade por câncer no Brasil 1980-1995: padrões regionais e tendências temporais. Revista da Associação Médica Brasileira, Brasil, 48: 250-7.
  7. Wünsch Filho V (2002). The epidemiology of oral and pharynx cancer in Brazil. Oral Oncology, Inglaterra, 38:737-46.
  8. Wünsch Filho V, Andrade EMC (2001). The burden of mouth cancer in Latin America and the Caribbean: epidemiologic issues. Seminars in Oncology, Estados Unidos, 28:158-68.
  9. Wünsch Filho V (1999). Cancer in Brazil: notes on incidence and mortality. Challenge ESO Newsletter, Eslovênia, 1:7-10.
  10. Wünsch Filho V, Moncau JEC, Mirabelli D, Boffetta P (1998). Occupational risk factors of lung cancer in São Paulo, Brazil. Scandinavian Journal of Work, Environment and Health, Finlândia, 24:118-24.